O Telegram está trazendo mais novidades até o final desde ano para a plataforma. Depois de trazer uma grande quantidade de recursos em 2020 como chamadas de vídeo, ferramentas de edição de vídeo, suporte para arquivos maiores, agora o chat de voz é o novo recurso que está vindo para deixar a plataforma mais robusta.

Os administradores de grupos agora têm a opção de habilitar o chat de voz, os usuários podem entrar e sair quando quiser, como no Discord. Enquanto se comunica com outros usuários através do chat de voz, você pode navegar pelo Android e outros recursos do seu dispositivo sem problemas, uma janela flutuante ficará disponível enquanto o chat de voz estiver ativo, o recurso está disponível também em PCs, oferecendo a possibilidade de gerenciar os chats sem alternar de janela.

A edição de mídias recebeu uma atenção especial também, agora os usuários do Android podem editar uma foto após ela ser enviada para adicionar adesivos ou desenhar nela, enquanto os usuários do iOS podem editar as fotos recebidas e enviá-las de volta. 

Os usuários do Android estão recebendo algumas melhorias, como novas animações para ações no aplicativo e uma nova capacidade de usar cartões SD como o caminho de armazenamento padrão para liberar espaço de armazenamento interno. Enquanto isso, os usuários do iOS agora podem fazer com que o Siri leia as mensagens recebidas ativando “Ler Mensagens com a Siri” nas configurações de notificação do sistema.

Como de costume, a atualização traz alguns novos emojis animados que aparecerão quando você enviar mensagens apenas com o emoji em questão.

Por fim, o Telegram está apresentando a plataforma onde os usuários podem solicitar recursos e relatar bugs no aplicativo. Os relatórios podem ser curtidos ou comentados, permitindo que os usuários mostrem apoio ou adicionem feedback a uma solicitação específica.

Pavel Durov, cofundador do Telegram, anunciou em seu canal pessoal do Telegram que o aplicativo iniciará sua estratégia de monetização a partir de 2021. Fiel aos valores do Telegram, a empresa não será vendida e os anúncios não infiltrarão bate-papos pessoais. Estabelecendo as diretrizes de como a monetização acontecerá, Durov disse que os recursos existentes permanecerão gratuitos para sempre, mas certos recursos premium podem ser adicionados para usuários avançados ou empresas, caso solicitem.

Além disso, o Telegram apresentará a Plataforma de Anúncios para canais. Esses canais públicos geralmente já publicam anúncios, mas o fazem de formas intrusivas disfarçadas de mensagens regulares, e a Plataforma de Anúncios tentará resolver isso, ao mesmo tempo que respeita a privacidade do usuário e permite que o Telegram cubra seus custos. Finalmente, Durov diz que monetizar o Telegram também deve beneficiar a comunidade, como os criadores de adesivos obtendo uma parte da receita se o Telegram introduzir adesivos pagos premium.

Até agora, o Telegram funcionava com um investimento de Durov, que tem sido a única fonte de receita para a plataforma desde seu lançamento em 2013.

A página de perguntas frequentes do aplicativo afirma há muito tempo que quando isso não fosse mais suficiente, a monetização seria feita por meio de recursos não essenciais do aplicativo sem fazer do lucro uma meta final do serviço.