Genius processa Google por suposto roubo de letras de músicas

0

A Genius entrou com uma ação contra o Google, alegando que a gigante das buscas copiou as letras de músicas de sua plataforma, e está pedindo US $ 50 milhões em danos.

No processo, publicado originalmente pelo Wall Street Journal, a Genius afirma que a empresa de licenciamento de letras LyricFind retirou as letras das páginas da Genius, e que o Google usou essas letras em seus resultados de pesquisa.

Como o processo explica, a Genius acredita que pegou o Google e o LyricFind, desenvolvendo uma marca d’água única depois de suspeitar que o Google estava roubando o conteúdo da empresa. Em um esforço para derrubar o Google, o site de mídia digital Genius usou tipos alternativos de apóstrofos, variando entre curvos e alternados, em uma sequência que indicava “mãos em flagrante” no código Morse.

A Genius primeiro compartilhou seu código oculto e acusou publicamente o Google de roubar as letras há cinco meses. “O Google exibe conscientemente letras que são copiadas do Genius nos resultados de pesquisa para impedir que os usuários deixem o Google para acessar outros sites”, disse Ben Gross, diretor de estratégia da Genius, ao Gizmodo. “Eles sabem disso há dois anos e é claramente injusto e anticompetitivo”. 

Um porta-voz do Google encaminhou ao Gizmodo a um post que o Google havia publicado no dia em que as alegações de cópia foram originalmente divulgadas. A publicação afirma que, quando os editores não fornecem cópias digitais das letras, o Google licencia o texto de terceiros.

“Nós não rastreamos ou raspamos sites para obter essas letras”, diz o blog. “As letras que você vê nas caixas de informações da Pesquisa são fornecidas diretamente pelos fornecedores de conteúdo das letras e são atualizadas automaticamente à medida que recebemos novas letras e correções regularmente.”

O LyricFind também divulgou uma declaração naquele dia dizendo que pode ter “letras Genius inconscientemente originárias de outro local”.

Via: Gizmodo

Deixe uma resposta