A vida e a morte serão os principais temas de Death Stranding, novo jogo de Hideo Kojima.
Depois do último trailer, mostrando durante a The Game Awards, muitas dúvidas ficaram e a galera está comentando e tentando entender esse último trailer. Muitas perguntas foram feitas e nem todas foram esclarecidas, mas Kojima adiantou que o tema de Death Stranding é a vida e a morte.

Hideo Kojima explicou numa conversa com o IGN que desde o início dos videogames há 40 anos que o conceito de morte permanece igual. O jogador morre e volta a um momento antes da morte, uma mecânica que foi feita para gastarmos mais fichas nas máquinas, explicou Kojima.

“Um dos temas deste jogo é a vida e a morte. Quero que as pessoas percebam que quando morrem no jogo, não é o fim,” disse Kojima. O trailer, se prestarem atenção, mostra o conceito. Sam (o personagem de Norman Reedus) volta à vida depois do aparecimento daquele estranho colosso, mas não volta no tempo.

Em Death Stranding não existirá “Game Over”. Quando a personagem morre, fica numa espécie de purgatório, uma área explorável. Nesse estágio Sam estará “fora” do seu corpo como uma alma e poderá recolher itens e outras coisas. Kojima fez uma comparação com o ecrã de “Continuar?”, uma transição que separa a morte da vida.

“Como vemos no trailer, ficou uma cratera, e quando o personagem volta, ainda estava lá. A maioria dos jogos te levaria de volta antes da cratera ser feita. Dependendo do jogador, poderá ter muitas crateras espalhadas, depende de cada jogador.”

Kojima terminou com a seguinte afirmação: “A morte nunca vai te retirar do jogo”.

Agora basta aguardar para mais informações sobre esse game do mestre Kojima.


Gostou disso? Compartilhe com os seus amigos!

Coméntarios

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *