O co-fundador e executivo-chefe do Twitter teve sua conta no serviço assumida por hackers nesta sexta-feira.

Um grupo que se intitulava Chuckling Squad disse que estava por trás da invasão da conta de Jack Dorsey.

A conta que possui mais de quatro milhões de seguidores, twittou uma enxurrada de comentários altamente ofensivos e racistas por cerca de 15 minutos.

Mais tarde foi informado que o controle da conta foi retomado.

“A conta agora está segura e não há indicação de que os sistemas do Twitter tenham sido comprometidos”.

Muitas das mensagens postadas diretamente pela conta @jack e outras retweetadas de outras contas, usavam palavras racistas anti-semitas referentes ao Holocausto.

Além disso, um post deu a entender que havia uma bomba na sede da empresa de mídia social.

Ainda não está claro como os invasores obtiveram acesso a conta, ao que tudo indica o problema começou através de uma vulnerabilidade em um aplicativo de terceiros chamado Cloudhopper, uma plataforma adquirida pelo Twitter em 2010 para ajudar na integração de texto SMS, que supostamente serviu de ponte para disparar essa série de problemas.

Deixe uma resposta