No norte da Tailândia, em Udon Thani, um adolesceste morreu em frente seu computador depois de passar várias horas jogando. Piyawat Harikun de 17 anos, estava aproveitando suas férias escolares para jogar partidas online em seu tempo livre no PC .

Segundo os pais, o adolescente jogava a noite toda, o que se estendia pelo dia também. Os pais levavam comida e pediam para que ele parasse de jogar, mas ele se recusava a parar.

Jaranwit, o pai de Piyawat foi ao quarto do filho na última segunda-feira à tarde, o encontrando caído na frente da cadeira de seu computador. Sobre a mesa do computador havia várias caixas com comida e uma garrafa de refrigerante perto dos seus pés, o pai ainda tentou revive-lo, mas ele já estava morto.

‘Eu chamei o nome dele e disse’ acorde, acorde ‘, mas ele não respondeu. Pude ver que ele estava morto, disse Jaranwit.

Após um laudo médico foi confirmado que o adolescente sofreu um AVC (acidente vascular cerebral), os médicos acreditam que foi devido as longas horas jogando durante a noite.

O pai de Piyawat disse, ‘Meu filho era inteligente e sempre se saía bem na escola, mas tinha um grande problema com o vício em jogos’, o pai ainda alertou outros pais para que tomassem cuidado.

Piyawat Harikun tinha 17 anos, foto via: Dailymail

“Quero que a morte do meu filho seja um exemplo e aviso para os pais cujos filhos são viciados em jogos. Eles precisam ser mais rigorosos com o horário de jogo de seus filhos, caso contrário eles podem acabar como meu filho.

“Tentei avisá-lo sobre suas longas e implacáveis horas jogando e ele prometeu reduzi-lo, mas era tarde demais.”

O vício em jogos é considerado uma doença pela OMS (Organização Mundial da Saúde).

Via: Dailymail

3 COMENTÁRIOS

  1. Olha a culpa não é dos jogos mas sim dos pais não sabe botar regras dos filhos, e segundo tem que ter respeito com que jogam e não criminalizar, é melhor jogar com responsabilidade do que crianças e adolescentes está envolvido com droga, álcool e prostituição.obg

  2. Você tem razão, mas o post não criminalizou os jogos, tudo dito neste artigo referente aos jogos foram palavras ditas pelo pai do adolescente. Se eles foram irresponsáveis ou não, agora já é tarde demais. O vício em jogos pode ser um desequilíbrio, por conta de uma depressão ou fatores emocionais, tudo isso é de responsabilidade dos pais resolver. A culpa nem sempre são dos jogos e sim das pessoas, que as vezes passam dos limites.

Deixe uma resposta