silver imac displaying collage photos
Photo by Designecologist on Pexels.com

Havia uma grande expectativa sobre o iPhone acabar com o sucesso dos PCs, uma década se passou, e isso parecia ir se concretizando. Em 2008 as vendas de PCs atingiram um pico de 300 milhões de unidades, desde então esse número veio caindo, atingido cerca de 250 milhões de unidades em 2019.

Mas o cenário mudou completamente com a chegada do coronavirus, agora os analistas da indústria estimam que as vendas aumentarão 15%, esse aumento pode elevar as vendas novamente para cerca de 300 milhões de dispositivos.

De acordo com a Reuters, muitos fatores estão colaborando para o crescimento, alguns deles são a necessidade de ter um dispositivo para cada pessoa em uma residência, devido aos estudos a distância, ou por conta do home office, e também por conta das aquisições feitas pelo governo para estudos a distância.

Por conta desses fatores outros problemas surgem, como a escassez de componentes.

“Toda a cadeia de suprimentos está sobrecarregada como nunca antes”, disse Gregg Prendergast, presidente da Pan-America da fabricante de hardware Acer Inc.

Os analistas também esperam que em 2021, empresas e usuários domésticos começarão a atualizar seus dispositivos para aproveitar os novos recursos mais modernos, como webcams de alta resolução para videoconferências, alto-falantes melhores e as tecnologias móveis 4G e 5G, para dar mais flexibilidade nas tarefas diárias. Afinal, quanto mais qualidade nos dispositivos para home office e estudos a distância, mais produtivas e confortáveis se tornam essas atividades.

O presidente da fabricante de PCs Dell Technologies Inc, Sam Burd, disse neste mês que o “renascimento” da indústria em breve trará dispositivos com software de inteligência artificial para simplificar tarefas como conectar e desligar câmeras.

Até o final de 2021, os PCs e tablets instalados chegarão a 1,77 bilhão, que anteriormente eram 1,64 bilhão em 2019, segundo a empresa de pesquisas Canalys.

Parece que todos os rumores sobre fim da popularidade dos PCs eram exagerados.

via Winfuture